12 pessoas são presas em operação contra tráfico e homicídios em Porto Velho

Por G1 RO — Porto Velho

Foto: Blitz Digital

Vários suspeitos foram presos no distrito de Extrema, a 329 quilômetros da área urbana de Porto Velho, através da Operação Ultimato, deflagrada nesta terça-feira (13). Segundo a Polícia Civil, o grupo comandava o tráfico de drogas e homicídios praticados por uma organização criminosa.

Os mandados de prisão, expedidos pela Justiça Estadual, foram cumpridos nas primeiras horas da manhã.

A Operação Ultimato é feita por por intermédio do Departamento de Polícia Metropolitana (DEPOM) e 2ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Velho.

O distrito de Extrema fica próximo da divisa com o Acre, a mais de 320 quilômetros da área urbana de Porto Velho.

À Rede Amazônica, a delegada Alessandra Paraguassu contou que a investigação começou há três meses. Desde janeiro, o distrito teve sete homicídios e todos eles estavam ligados ao tráfico, pois o grupo controlava a entrada de drogas na região. As mortes eram uma forma de ‘queima de arquivo’.

Até por volta de 11h (local), a Civil divulgou que prendeu sete suspeitos do grupo, incluindo o líder da organização criminosa. Armas, drogas e moto foram apreendidas na ação.

Os presos em Extrema serão transferidos para Porto Velho nesta terça. Mais de 60 policiais participaram da operação.