Entregues óculos de leitura aos 120 idosos atendidos no mutirão de cirurgia de catarata e pterígio em Ariquemes

Por Departamento de Comunicação

STYLLYS MALHARIA

Procedimentos ocorreram os dias 22 e 26 de julho. Trabalho inédito é realizado por meio de uma parceria da Prefeitura de Ariquemes  com a USP  e o IPEPO.


A primeira etapa pós-cirúrgica nos cento e vinte idosos atendidos no mutirão de cirurgias oftalmológicas, iniciou na manhã da última quarta-feira (07), em Ariquemes.  Os procedimentos para remoção de catarata e pterígio nos pacientes ocorreram entre os dias 22 e 26 de julho e foram feitos no Hospital Municipal de Ariquemes, uma vez que a parceria realizada entre a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), com a Universidade de São Paulo (USP) e Instituto Paulista de Ensino e Pesquisa em Oftalmologia – Instituto da Visão (IPEPO) trouxe dez profissionais para realizarem o trabalho, sendo cinco oftalmologistas e equipe geral composta por instrumentadores, engenheiro e apoio.  Agora, os profissionais fazem a avaliação da cicatrização e a entrega dos óculos que corrigem a visão para ângulos próximos. “É importante o uso dos óculos, porque quando a gente faz uma cirurgia de catarata, a gente corrige  a visão para longe, através de uma lente. Só que estes pacientes, pela idade, não conseguem enxergar bem para perto. Então, como eles estão enxergando bem para longe, a gente entrega os óculos para  corrigir a visão de perto”. (sic) Explicou a cirurgiã Oftalmologista, Renata Bertazzi.

SEGUNDA ETAPA DO MUTIRÃO

Na primeira etapa, todos os pacientes passaram pelo procedimento na visão mais comprometida. A segunda está prevista para ocorrer em novembro deste ano. De acordo com o Secretário Municipal de Saúde de Ariquemes, Marcelo Graeff, a intenção é estender o sistema de cooperação com as instituições para realização periódica dos mutirões de cirurgia na cidade. “Em novembro e dezembro de 2018 esta equipe veio e fez a triagem de todos os pacientes e a lista dos que hoje passam pelas operações. Existe uma conversa com o instituto para que a gente consiga fazer uma nova etapa o ano que vem e tudo está caminhado para que isso possa acontecer.” Afirmou Graeff.

COMO ENTRAR NA FILA PARA CIRURGIA?

Para passar pelo procedimento, o paciente precisa ter a indicação oftalmológica, com laudo que ateste a necessidade de cirurgia. O caminho começa pela Unidade Básica de Saúde, onde o cidadão será indicado pelo Clínico Geral a para passar pelo oftalmologista, realizar os exames necessários e fazer o agendamento no Sistema de Regulação.