Prefeitura, SENAI e Indústria FEMAR lançam o Guia Zoobotânico, em Ariquemes.

Por Comunicação Prefeitura Ariquemes

O lançamento do Guia Zoobotânico ocorreu na manhã desta segunda-feira (17), no Parque Botânico de Ariquemes, local para o qual o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) desenvolveu o projeto que fará parte de uma competição Nacional. “Nós tínhamos que criar um produto que atendesse a população. Então, através de muita discussão de ideia, chegamos às placas de QR code, onde o visitante, portando um celular, vai baixar o aplicativo, que é gratuito, e vai fazer a leitura. A partir daí, ele será direcionado para o site do Guia onde encontrará as informações do local, de acordo com o código escaneado. O site é acessível, inclusive, para deficientes visuais.” Explicou Vitória Régia Maciel, Instrutora de Comunicação Visual e Multimídia do SENAI

Para reunir as informações e disponibilizá-las ao usuário, a fauna e a flora do Parque botânico foram catalogadas. Ao todo, foram colocadas cinquenta placas com códigos, espalhadas por todo o ambiente. O empresário Fernando Vilas explica que aceitou arcar com os custos do desenvolvimento do projeto por entender que é uma questão de responsabilidade social.  “Por sermos uma indústria de Ariquemes, valorizarmos a nossa comunidade e sabermos que a nossa responsabilidade social é muito importante para a nossa cidade, é que nós aderimos a esse projeto.” Afirmou.

O biólogo e apresentador, Richard Rasmussen, participou do lançamento e disse que esta é uma maneira inteligente de atrair os mais jovens para temas voltados ao meio ambiente. “Já que o jovem de hoje está ligado no celular, pelo menos vamos fazer com que esta ferramenta, além de entretenimento, também traga para ele conteúdo, informações do lugar em que ele vive, dos bichos que são o quintal da casa dele.” (sic).

Thiago Flores, prefeito de Ariquemes, agradeceu a parceria e disse que são estas iniciativas conjuntas que têm garantido o progresso do município, mesmo em meio às dificuldades financeiras que atravessa. “Hoje Ariquemes paga aproximadamente oitocentos mil reais por mês de dívidas que foram deixadas por gestões anteriores. Então, nós somos obrigados a priorizar o orçamento naquilo que é indispensável, como saúde, por exemplo. Por isso, parcerias como esta com a FEMAR e o SENAI são indispensáveis para que o município se desenvolva por completo.” Concluiu.