Mais de R$ 94 milhões são liberados para produtores rurais na 8ª RRShow

Por Secom – Governo de Rondônia

O pecuarista Leandro Giuliatte ,73 anos, assina contrato para investir na crianção de gado durante a 8ª Rondônia Rural Show
STYLLYS MALHARIA

Leandro Giuliatte ,73 anos, acorda bem cedo todos os dias, sela o cavalo e vai para o pasto cuidar das 350 cabeças de gado, no município de Campo Novo de Rondônia. Com o rosto queimado pelo sol, ele não esconde no olhar a esperança que ressurgiu na manhã desta quinta-feira (23) ao assinar contrato no estande do Banco da Amazônia (Basa), na 8ª Rondônia Rural Show. ‘‘Com esse financiamento acredito que vou comprar uns 232 bezerros’’, calcula contente.

Ao todo foram assinados 39 contratos com agricultores familiares e mais dois protocolos, totalizando R$ 94.399 milhões.  Recurso que deve ser usado para aquisição de máquinas, equipamentos e custeio agrícola nas regiões de Buritis, Cerejeiras, Ji-Paraná e Pimenta Bueno. O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, que participou da solenidade de assinatura dos contratos apontou que investir no produtor rural é investir no desenvolvimento de Rondônia.

‘‘Fico muito feliz em participar dessa entrega de recursos aos produtores. A gente precisa valorizar o pessoal da nossa terra. Precisa fazer com que se desenvolva. A partir do momento que eles crescem, gera renda, gera emprego. A gente percebe em cada um a vontade de crescer, de produzir. Esse é o nosso diferencial. Nós somos diferentes. Nós, que estamos em Rondônia, queremos desenvolver’’, considera o governador.

Marcos Rocha garantiu que há uma união de esforços para fazer o estado de Rondônia

Foram assinados 39 contratos com agricultores familiares

emplacar no cenário internacional. Para isso, pelo menos duas estratégias estão em andamento, o apoio ao aproveitamento do potencial do Estado e a utilização eficiente dos recursos públicos.

‘‘Nesses primeiros meses de governo nós trabalhamos com planejamento. Sem planejamento nada cresce. Temos planejando inclusive o melhoramento dos acessos. Não adianta a gente falar para que o produtor cresça sem ter estradas adequadas. E o nosso DER tem feito o melhoramento das estradas com tapa-buracos composto de solo e cimento. Fizemos economia de recursos nestes meses, deixando de fazer contratos desnecessários para investir naquilo que a população necessita’’, assegura o governador.

O superintendente do Banco da Amazônia, Wilson Evaristo, destacou que a instituição está alinhada com o desenvolvimento do Estado, beneficiando as cadeias produtivas. ‘‘Existe uma força, composta por Emater e Basa, beneficiando principalmente os agricultores familiares. Existe um estudo que diz que cada um real investido na agricultura familiar gera R$ 10. Nós vamos, aqui, estar assinando contratos todos os dias’’, disse o presidente da Emater, Luciano Brandão, destacando ainda que a previsão é de R$ 700 milhões de negócios nesta edição da RRShow e o alcance de 100 mil visitantes demonstra a forma que a feira tem no fomento do agronegócio.